Skip to content
Suor durante a amamentação: por que acontece e como amenizar?

Suor durante a amamentação: por que acontece e como amenizar?

Suor nos pés, nas mãos, no rosto… muitas mães se queixam da transpiração excessiva após darem à luz, durante a amamentação e ao dormir. O sintoma não é uma mera coincidência e nem está relacionado apenas a aspectos ambientais, como calor excessivo. O sintoma deve ser tratado de forma específica.

Suor no pós-parto e ao amamentar: por que ocorre?

O dermatologista Caio Lamunier, da Sociedade Brasileira de Dermatologia e do Hospital das Clínicas de São Paulo, explica que tudo começa na gestação. Nessa fase, ocorre uma alteração hormonal que aumenta a liberação de progesterona, o que eleva a temperatura corporal e causa sudorese.

“Após o parto, você não regula os hormônios de forma rápida, durante o puerpério há uma transição até a regulagem hormonal completa”, explica o médico. O período demora mais de um mês e nessa fase ainda há aumento da temperatura corporal e sudorese.

Além disso, durante a amamentação, a sensação pode se intensificar. O processo desencadeado pelo estímulo da sucção do bebê libera prolactina, hormônio relacionado à produção de leite, o que altera o metabolismo da mulher.

O calor também pode surgir durante a noite. Acontece porque, no caso da gestação e do puerpério, a hiperidrose é do tipo secundária ao aumento da temperatura corporal. Diferentemente da hiperidrose primária, que cessa ao repouso, ela está sempre presente e pode ser mais percebida quando impede o sono.

Como aliviar calor ao amamentar e no puerpério

Por se tratar de sudorese secundária a outra causa, seu tratamento não é feito com toxina botulínica, operações ou remédios, como na maioria dos casos extremos. O controle está mais relacionado à adoção de medidas para amenizar o calor corporal.

O médico recomenda que a mulher tome medidas para abaixar sua temperatura corporal. Entre elas, ele indica banhos mais frios, uso de hidratante, roupas leves. Além disso, deve-se evitar o consumo de álcool, cigarro, café e comidas apimentadas. A mulher pode ainda usar um antitranspirante para diminuir a secreção de suor.

É aconselhável que ela durma com camisolas frescas e confortáveis, use ventiladores durante o sono e não se cubra.

Por fim, o médico chama a atenção para a necessidade de uma investigação de alteração de tireoide, como hipertireoidismo, caso a sudorese pós-parto incomode. “Isto é comum em gestante e pode levar à sudorese.”

Mais Rexona