Skip to content
o suor do corpo

Da cabeça aos pés: o suor do corpo

Transpirar faz parte do processo natural do nosso corpo para manter a temperatura adequada. Portanto é comum que a sudorese se torne mais intensa durante as épocas mais quentes do ano por conta do aumento da temperatura. 

O local onde as pessoas relatam mais incômodo por conta do suor excessivo é nas axilas, mãos e pés, porém também é comum encontrar suor na virilha, na cabeça, e até no rosto.

A transpiração pode aparecer desde por motivos simples, como a prática de atividades físicas e o calor intenso, até pela decorrência de diversos outros fatores como o stress e ansiedade, problemas hormonais, uso de alguns remédios ou até doenças infecciosas. 

Veja a seguir os principais focos de suor do corpo e como amenizá-lo.

Suor na virilha

Ao contrário do que se pode acreditar, o suor na virilha é totalmente normal e acontece com mais frequência do que se imagina. Ao redor da virilha há uma grande concentração de glândulas sudoríparas, que favorecem o aparecimento do suor na área, principalmente em dias de calor e durante a prática de exercícios físicos. 

O fato dessa região estar sempre coberta também aumenta a produção de suor na virilha, ainda mais em quem costuma usar roupas íntimas de tecidos sintéticos, e calças fechadas e de materiais pesados.

Algumas pessoas tem mais facilidade para transpirar nessa região e, apesar de normal, pode causar constrangimentos e desconforto. Isso, pois se o suor na virilha for muito intenso - geralmente naqueles que já sofrem com um quadro de hiperidrose - é comum que manchas apareçam na calça. Uma solução fácil e prática é utilizar roupas mais leves e de tecidos permeáveis, como o algodão, que ajudem a manter a região ventilada. 

Suor nas mãos e pés

Existem pessoas que possuem uma sudorese mais intensa em áreas específicas do corpo, e é muito comum que o problema acometa os pés e as mãos. Esse fenômeno é conhecido respectivamente como hiperidrose palmar e plantar. 

O suor nas mãos e pés, especialmente o primeiro, pode ainda ser associado ao emocional, sendo desencadeado em situações de estresse, medo, nervoso ou ansiedade. Para saber mais, leia este artigo.

O suor intenso nessas regiões pode acabar atrapalhando a realização de algumas tarefas rotineiras e no caso dos pés o desconforto ainda colabora com o aparecimento do temido chulé. Isso considerando que os fungos e bactérias causadores do mau odor se desenvolvem em ambientes úmidos e que possuem pouca circulação de ar.

Existem algumas alternativas que podem auxiliar na diminuição dos indesejados sintomas de suor nas mãos e pés, como:

  • Manter uma boa higiene pessoal;
  • Para os pés, utilizar produtos antitranspirantes pode ajudar no controle da umidade. Descubra mais sobre como tratar coceiras e fungos nos pés;
  • Utilizar calçados abertos que permitam a circulação do ar;
  • Utilizar meias limpas e deixar os sapatos arejando.

Suor na cabeça e pescoço

O suor na cabeça e pescoço - que também pode ser chamado de hiperidrose craniofacial quando em excesso - costuma causar muito incômodo. A condição é comum e pode aparecer pelos mesmos motivos que a transpiração em qualquer outra parte do corpo: calor, atividades físicas etc. Entretanto, o excesso de suor na cabeça e pescoçotambém pode estar ligado a condições psicológicas. Isso também inclui o suor no rosto, para saber mais por que transpiramos nesse local e possíveis tratamentos, veja aqui.

Uma opção para combater o suor na cabeça e no pescoço no dia a dia, é sempre carregar uma toalha de rosto limpa ou lenços umedecidos na bolsa. Entretanto, se a causa do suor for psicológica, o ideal é buscar aconselhamento profissional para receber o tratamento mais adequado.

Suor em excesso no corpo

A hiperidrose, como é chamada a condição caracterizada pelo suor em excesso no corpo, até quando em repouso, pode se restringir a algumas ou englobar várias partes do corpo ao mesmo tempo.  Normalmente, em casos mais graves, é comum que o suor excessivo apareça em três ou mais partes do corpo e se intensifique durante a prática de exercícios físicos ou dependendo da temperatura do ambiente. Nesse caso, é recomendado procurar um professional de saúde para melhor avaliação. 

Além de manter uma higiene correta diariamente, evitar alimentos muito fortes e picantes como cebola, alho, pimenta e canela, ajudam a controlar a sudorese. No caso de pessoas que sofrem de transtornos de ansiedade, é importante iniciar um tratamento com um profissional qualificado, o que de forma indireta irá ajudar a diminuir a intensidade do suor.

O suor na virilha, mãos, pés, cabeça e outras partes do corpo é algo normal e que afeta a maioria das pessoas e, apesar dos inconvenientes, é possível controlá-lo de forma eficaz apenas adotando algumas medidas preventiva. Aprenda mais sobre os pontos de suor no corpo aqui.