Skip to content
axila, suor, mau cheiro, odor

Cecê: de onde surgiu o termo?

Uma das expressões mais usadas para nomear o mau cheiro das axilas é o famoso ‘cecê’. O termo é tão popular que é difícil encontrar quem não saiba o seu significado no Brasil. Apesar disso, essa é uma palavra recente na língua portuguesa e tem raízes bem curiosas.

A origem do vocábulo parte de uma propaganda de sabonetes. Campeão de vendas nos Estados Unidos, a campanha publicitária do produto fez grande sucesso ao exaltar a capacidade de combater o B.O.: ‘body odor’ (ou o odor corporal).

Nas revistas, as divertidas propagandas eram feitas em forma de quadrinhos. Em uma delas, uma moça solitária observa outros jovens se divertindo e pensa: “por que será que sou a única garota que não tiram para dançar?”. Uma amiga a adverte, então, sobre o odor do seu corpo e a aconselha a tomar banho com o sabonete.

Na década de 1940, o produto começou a ser comercializado por aqui com a mesma estratégia publicitária. Mas, para adequar a linguagem ao público brasileiro, traduziu-se B.O. para C.C., o cheiro do corpo. A partir de então o termo se popularizou pelo Brasil de tal forma que foi incorporado à língua. Ganhou até grafia aportuguesada: cecê

De acordo com o Michaelis, o cecê significa cheiro de corpo; “cheiro forte e desagradável de suor”, especialmente nas axilas.

Se interessou?


Mais Rexona