Skip to content
Alergia nas axilas?

Alergia nas axilas? Causas e como cuidar da pele

Axilas são sensíveis, o que significa que podem ser um alvo fácil de alergias. Aquela coceira e irritação causada por esse problema podem ter origens diferentes, desde depilação até usar a mesma roupa por muito tempo, ou mesmo condições de saúde. 

Muitos sofrem dessa condição e vivem constantemente com o incômodo no local. Entretanto, é possível tomar algumas ações para combater os sintomas e prevenir que isso aconteça no futuroDescubra algumas das possíveis fontes de alergias e vermelhidão nas axilase veja como tratar axilas irritadas.

Origem da coceira nas axilas

Existem diferentes fatores responsáveis por deixar as axilas irritadas, alguns causados por agentes externos, outros por alguma condição proveniente do organismo do indivíduo. Há ainda pessoas mais propensas a desenvolver alergias nas axilas por possuírem uma pele mais sensível, enquanto outras têm a região sensibilizada apenas devido uma situação passageira.

As coisas que mais costumam deixar as axilas irritadas e vermelhassão:

  • Atrito, tanto com o tecido das roupas como com a própria pele.
  • Depilação frequente com lâmina ou cremes depilatórios, devido a falta de preparo da pele e/ou uso de um aparelho velho, que aumenta a fricção causada na pele por não deslizarem conforme deveriam e, consequentemente, resultam em axilas irritadas e vermelhas. Ou ainda pelas substâncias presentes nas loções que removem os pelos, que podem causar reação alérgica.
  • Uso de outros produtos com componentes irritantes, como parabenos, álcool, conservantes, corantes e fragrâncias na fórmula. Veja neste artigo mais detalhes sobre o que fazer em caso de alergia ao desodorante.
  • Ressecamento na região também pode causar coceira nas axilas. Se a pele estiver seca, ela ficará áspera, aumentando o atrito e também favorecendo o aparecimento de rachaduras que provocam irritação no local.
  • Calor, especialmente durante o verão, mas também ao realizar exercícios e atividades que aumentem a temperatura corporal e resultem em uma maior quantidade de suor. Essa transpiração em excesso pode obstruir os dutos das glândulas excretoras do suor, resultando em uma inflamação conhecida como brotoeja, caracterizada por vermelhidão nas axilas e bolinhas que coçam e provocam uma sensação de queimação. Apesar de ser muitas vezes confundida com uma alergia nas axilas, isso na verdade é uma dermatite aguda chamada de miliária – é recomendado buscar orientação médica. 
  • Dermatites variadas, como a descrita acima, podem ser o motivo por detrás das manchas vermelhas nas axilas que coçam. Essas inflamações cutâneas, também chamadas de eczemas, se desenvolvem na região por diversos fatores, desde fungos até origem genética. As dermatites também possuem diferentes tipos, que ocasionam sintomas parecidos, mas com pequenos detalhes próprios. A de contato, por exemplo, como o nome já diz, surge a partir do contato de objetos e produtos com a pele que causam sua irritação; já a esfoliativa pode tanto ser provocada pelo uso de medicamentos fortes, como se desenvolver a partir de problemas crônicos (psoríase, por exemplo). 
  • Estresse é outra das razões que podem estar envolvidas no aparecimento de alergia nas axilas. Um dos tipos de dermatite - a seborreica - é estimulada, dentre outros fatores, pelo estresse. Os sintomas são desencadeados ou agravados quando o organismo é exposto a situações de alto estresse ou quando se passa por problemas emocionais. Também conhecida como alergia nervosa, essa condição provoca o surgimento de manchas vermelhas nas axilas e em outras partes o corpo, e geralmente é acompanhada de muita coceira e até pequenas bolhas. 

Como tratar alergia nas axilas

Para evitar o aparecimento de manchas vermelhas nas axilascausadas por dermatites e alergias, e amenizar a sensação de queimação e coceira intensa causada pelas irritações no local, algumas medidas simples podem ajudar.

Tanto para a prevenção como para a melhora dos sintomas de alergia nas axilasé indicado:

  • Mantê-las sempre limpas e bem secas, tomando banhos regulares e enxugando bem a região, de preferência deixando-a secar naturalmente ao invés de usar toalha.
  • Evitar formulações perfumadas ou com muitos químicos. Sempre preste bastante atenção aos ingredientes do produto, para ver se nada da fórmula pode estar desencadeando as reações na pele. Sendo assim, aposte em produtos como o Rexona Sem Perfume, que além da fragrância, também não contém álcool etílico, parabenos nem corantes. 
  • Usar compressas frias sob axilas irritadas e vermelhas podem ajudar a melhorar o incômodo.

Seguir essas orientações te ajudará a diminuir a coceira nas axilas, mas não deixe de buscar orientação do seu dermatologista caso os sintomas persistam.