transpiração na zona das axilas e peito

Alergia ao suor

Ter alergia ao próprio suor é algo muito comum e pode ocorrer a qualquer momento. Um dos fatores que desencadeiam a irritação ou a coceira, é a mudança no pH da pele, o que pode expor certos locais do corpo à ação de bactérias, bem como dificultar a evaporação completa do suor.

Sintomas da alergia ao suor

Os sintomas da alergia ao suor geralmente são:

  • Irritação na pele
  • Sensação de coceira
  • Ardência
  • Aparecimento de brotoejas e manchas avermelhadas

Estes são os possíveis agravantes de alergia ao suor:

  • Exposição ao calor
  • Exercício físico intenso
  • Produtos de higiene
  • Tecidos sintéticos
  • Roupas apertadas

Por outro lado, pessoas com a pele sensível também podem sofrer reações alérgicas ao perfume.

Quais lugares do corpo estão mais propensos à alergia ao suor?

Os problemas de alergia ao suor tendem aparecer com mais intensidade nas áreas de atrito da pele, onde uma parte do corpo se esfrega contra outra. Ou seja, nas região das axilas, parte traseira dos joelhos, entre as pernas, na virilha e nas mamas. Irritações também ocorrem quando a roupa faz fricção com a pele.

Como tratar alergia ao suor?

Geralmente a irritação causada pela alergia ao suor desaparece naturalmente. No casos de pele sensível ao perfume dos cosméticos ou histórico de dermatite, recomendamos o uso de um antitranspirante sem perfume. Rexona dispõe versões de antitranspirantes sem fragrância para homens e mulheres.

Além dos antitranspirantes sem fragrância, procure usar um hidratante sem fragrâncias nas regiões mais propensas à alergia do suor.

Algumas mudanças na rotina também podem ajudar:

  • Ao se exercitar, vista roupas confortáveis e escolha tecidos que ajudem a pele a transpirar melhor: algodão e linho são boas opções.
  • Se a pele fica irritada em dias quentes, procure mantê-la hidratada e tome banhos frios.
  • Se a irritação na pele for provocada por algum tipo de produto, pare de usá-lo imediatamente.
  • No caso de brotoejas, procure vestir roupas leves e evite os tecidos de fibras sintéticas (prefira algodão ou linho). 
  • Antitranspirantes que contém sais de alumínio reduzem a transpiração, o que pode ajudar a prevenir irritações causadas pela alergia ao suor.

Por último, não deixe de procurar o seu médico se estiver preocupado com alguma erupção cutânea.

Mais Rexona