Skip to content
suor noturno

Suor noturno: causas e como lidar com o problema

Acordar no meio da madrugada e se deparar com o corpo encharcado de suor pode causar muito desconforto e bagunçar completamente a sua rotina de sono. Geralmente, quando isso acontece, tendemos a associar o ocorrido com o início de uma doença infecciosa, porém este nem sempre é o caso.

O suor em si é um sinal enviado pelo nosso corpo de que ele está tentando controlar e manter a temperatura adequada, que no caso pode estar acima do normal por questões de saúde ou não. Ele também pode estar relacionado a situações externas, como a mudança de temperatura devido a chegada de uma nova estação. 

Então, a seguir você confere mais sobre a sudorese noturna: causas, tratamento e como controlar essa situação.

Suor noturno: causas

As causas de suor excessivopodem ser várias, dentre as mais comuns podemos citar:

  1. Roupas muito quentes. Utilizar roupas com tecidos muito grossos no inverno, principalmente se as temperaturas não estiverem tão baixas, pode acabar superaquecendo o corpo, causando um excesso de sudorese. Dê preferência a pijamas feitos de algodão ou seda, que proporcionam maior conforto e respiração da pele.

  2. Quarto sem ventilação. Às vezes, o que causa suor excessivoà noite é tão simples quanto a temperatura do quarto. Como as roupas muito quentes, manter o quarto todo fechado sem espaço para que o ar circule pode acabar deixando o ambiente muito abafado, facilitando a transpiração em excesso durante o sono. Procure manter o quarto arejado, se possível deixe os vidros das janelas abertos para que o ar circule. Em dias muito frios em que as janelas e vidros precisem ser  fechados, ao menos mantenha a porta do quarto entreaberta.

  3. Hiperidrose. hiperidrose, condição médica caracterizada pelo excesso de suor em uma ou várias partes do corpo, mesmo quando não pareça haver um motivo aparente, também costuma provocar suores noturnos. Isso inclusive pode atrapalhar as atividades corriqueiras de quem sofre com o problema, por causar grandes desconfortos e constrangimentos. Se você tem hiperidrose, invista em desodorantes antitranspirantes específicos como o Rexona Powder Dry Rexona Active Dry, que proporcionam até 48 horas livres de suor e mau odor. Aplique o produto na pele limpa e seca, após o banho e antes de dormir.

  4. Alterações ou problemas hormonais. Principalmente nas mulheres, as mudanças hormonais são muito comuns e costumam acontecer em diversas fases da vida, como na menstruação, na gravidez e na menopausa. Portanto, mulheres que se enquadram em um desses casos, ou indivíduos que estão sofrendo de algum tipo de alteração relacionada aos hormônios, como o hipotireoidismo, quando a glândula tireoide produz o T4 ou T3 mais que o normal, podem acabar passando por essa situação. Se o problema for hormonal é preciso procurar auxílio médico para que as orientações corretas possam ser passadas e seguidas. Dependendo do caso, o uso de medicamentos deverá ser prescrito conforme a necessidade.

  5. Infecções em curso. De modo geral, as infecções estão ligadas diretamente com as mudanças de temperatura do nosso corpo e podem se qualificar dentre as causas de suor excessivo. Isso, porque o organismo aumenta a temperatura corporal para tentar combater o agente infeccioso - e é aí que pode acontecer uma transpiração excessiva, sobretudo durante a noite, e a incômoda febre. Então, se o excesso de suor vier acompanhado de mal-estar, dores no corpo ou algum sintoma atípico, você deve buscar orientação médica já que a causa do suor pode ser o início de alguma doença infecciosa.
     

As causas de sudorose noturna podem variar muito, sendo ligadas a situações fáceis de serem resolvidas ou então a algum problema de saúde que deve sempre ser acompanhado por um profissional. No entanto, as medidas descritas acima podem, apesar de simples, ajudar bastante a amenizar o desconforto. Sempre consulte o seu médico em caso de dúvidas, somento o profissional poderá dizer prescrever medicações e o melhor tratamento para o seu caso.